Chacundum é um blog em dolby-stérico de Cláudio Reston, designer-músico e sócio da Visorama Diversões Eletrônicas.

23 de dez de 2001

Depois de semanas, finalmente consegui assistir Réquiem Para Um Sonho.

Bom... quem viu deve saber qual foi a minha reação.

Quando me disseram que era um filme sobre drogas, com uma edição diferente, imaginei mais um xaropinho como Pulp Fiction ou Trainspotting (que são até legaizinhos, mas cheios de ceninhas 'de efeito' como seringas, viagens de herô, guerras de gangsters, etc.).

Nada disso. O filme não é 'chocante', é triste mesmo, depressão total. O diretor (ou seria o roteirista?) levou tudo às últimas consequências, sem mocinhos intocáveis, cenas de sexo espetaculares e, principalmente, sem finais felizes - aliás, coisa rara de se ver em filmes americanos.

Vale a audiência - além do roteiro, a montagem é bem bacana, a trilha sonora cai como uma luva e os atores são excelentes. Mas fica aqui um conselho: não marque nada para após a sessão, é programa perdido.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog